Páginas

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Muffins de frutos vermelhos :: Berry muffins

Bom Ano :) Fevereiro, primeiro post do ano, ainda posso dizer "Bom Ano" :P
Hoje trago-vos uma receita muito simples da Donna Hay que podem encontrar aqui. A receita original é com mirtilos. Na minha usei uma mistura de frutos vermelhos congelados e só vos posso dizer uma coisa: é pena as fotografias não terem cheiro incorporado ;) Segundo a autora também podem usar banana, manga ou outra fruta da vossa preferência.
Experimentem. Vai um ainda morninho? Hummmm! ;)

Ingredientes:
2+1/2 copos de farinha com fermento
1 colher de chá de fermento em pó
1 copo de açúcar
1/2 copo de óleo (usei de amendoim)
1/2 copo de leite (usei meio-gordo)
1 ovo batido
1 colher de chá de extracto de baunilha (usei caseiro)
300g de frutos vermelhos congelados
açúcar a gosto, para polvilhar

Misture os ingredientes secos, faça um buraco no meio e junte os ingredientes líquidos. Misture tudo e junte os frutos no final.
Disponha em forminhas de queque, forradas ou não com formas a papel. Eu usei as formas de papel, mas se preferir, pode untar com manteiga e polvilhar com farinha e obtém o mesmo resultado (mas com mais trabalho, a untar e a lavar, eheheh). Polvilhe com o açúcar granulado.
Coloque em forno pré-aquecido a 180º por 30-35min.
Delicie-se ;)



Happy new year :) February, first post of the year, I still can say "Happy new year", can't I?! :P
Today I bring you a very simple recipe from Donna Hay, you can find it here. The original recipe uses blueberries. I used a frozen mixture of berries and I just can say to you: its a shame that pictures don't have sent ;) According to the author you also can use banana, mango or other fruit that you like.
Try it. They are still warm, have one! Hummmm! ;)

Ingredients:
2+1/2 cup of self-raising flour
teaspoon of baking powder
cup of caster sugar
1/2 cup of vegetable oil
1/2 cup of milk
1 egg beaten
teaspoon of vanilla extract
300g of frozen berries
sugar to taste, for sprinkling

Mix all the dry ingredients, make a hole in the center and add the wet ingredients. Mix all together and finally, add the berries. Divide the dough by muffin pans with paper cases, or if you prefer no to use them, grease and flour the muffin pans. Sprinkle with the granulated sugar.
Put them in to the pre-heated oven at 180ºC for about 30-35min.
Enjoy ;)

sábado, 28 de setembro de 2013

Bolo mármore cremoso :: Creamy marble cake

É verdade, já passaram mais de 6 meses desde a última publicação! O tempo passa a correr e é muito difícil arranjar tempo para tudo o que se quer fazer, principalmente para quem tem a mania de por o trabalho à frente de tudo... :P
Hoje quero partilhar a sobremesa que preparei para o almoço, bolo mármore cremoso :) A chuva lá fora deu-me vontade de uma sobremesa a degustar ainda morninha (como eu tanto gosto).
A receita veio daqui adaptando algumas quantidades.

Ingredientes:
- Massa clara:
1 caixa de queijo creme (no caso era tinha 240 g)
2/3 de copo de açúcar
1 ovo
1 colher de chá de açúcar baunilhado
- Massa escura:
1 tablete de chocolate de culinária (200 g)
85 g de margarina
3 ovos
1/3 de copo de açúcar
1 colher de chá de açúcar baunilhado
1 colher de chá de café solúvel forte dissolvida numa colher de sopa de água a ferver

Forre uma forma redonda com papel vegetal.
Coloque o chocolate e a margarina em pedaços a aquecer em banho maria (ou no microondas se preferirem) e mexa até ter uma mistura homogénea. Deixe arrefecer ligeiramente.
Entretanto, comece por fazer a chá massa clara: bata o queijo creme sozinho até este ficar suave. Adicione os açúcares e continue a bater. Adicione depois o ovo e bata até a mistura ficar homogénea. Reserve.
Para a massa escura: bata os ovos, os açúcares e o café até a mistura ficar mais clara e mais espessa. Vá adicionando a mistura de chocolate e continue a bater até estar bem misturado.
Espalhe cerca de metade da massa de escura na forma. Disponha colheradas da massa clara sobre a massa escura de forma a criar um padrão alternado. Cubra com a restante massa escura e massa clara. Usando uma espátula ou uma faca misture suavemente as duas massas (pode sempre criar padrões bonitos na superfície do bolo misturando as duas massas). Bata a forma sobre a bancada antes de a levar ao forno, de forma a soltar o ar e espalhar a massa (ambas as massas são pesadas).
Leve ao forno pré-aquecido a 150 ºC. Este bolo é bom húmido, por isso quando fizer o teste com o palito este deve sair húmido mas não deve trazer massa líquida agarrada. Se cozer demasiado deixa de ser cremoso ;) Este demorou cerca de 25 min até estar pronto.
Deixe arrefecer na forma até estar morno, retire depois para o prato de servir e decore a gosto.
Se preferir pode acompanhar ainda morno com uma bola de gelado ;)
Bom apetite.


Is true , it's been over 6 months since the last post! Time passes running and is very hard to find time for everything you want to do, especially for those who always put the job ahead of everything... :P
Today I want to share the dessert that I prepared for the lunch, creamy marble cake :) The rain outside made ​​me want to taste a dessert when it still warm ( just as I like ).The recipe came from here adapting some quantities.


Ingredients:
- Light dough :
1 cream cheese box (in the case it had 240 g)
2/3 cup sugar
1 egg
1 teaspoon of vanilla sugar
- Dark dough:
1 bar of cooking chocolate (200 g)
85g margarine
3 eggs
1/3 cup of sugar
1 teaspoon of vanilla sugar
1 teaspoon instant coffee dissolved in a tablespoon of boiling water


Line a round form with parchment paper .
Place the chocolate and margarine, in pieces, in a bain marie (or in the microwave if you prefer) and stir until you have a homogeneous mixture . Allow to cool slightly.
Meanwhile, start by making the light dough: Beat the cream cheese alone until it is smooth. Add the sugars and continue to beat. Then add the egg and beat until the mixture is homogeneous. Reserve.
For the dark dough: beat the eggs, sugars and coffee until the mixture is turns lighter and thicker. Add the chocolate mixture and continue beating until well mixed .
Spread about half the dark dough on the form. With a tablespoon, arrange the light dough on the darker one creating an alternating pattern. Cover with the remaining doughs dark and light. Using a spatula or knife gently mix the two doughs (you can always create beautiful patterns on the surface of the cake mixing the two doughs). Beat the form over the table before bake, in order to release the air and spread the doughs (both are heavy doughs).
Bake in preheated oven at 150 ºC. This is a moist cake, so when you test its baking with the toothpick it should come out moist but without bringing liquid dough grasped. If you overbake it, it will be no longer creamy ;) This took about 25 min until done.
Leave to cool till is warm, then remove it to a serving plate and garnish to taste .
If you prefer you can serve it when it still warm with a scoop of icecream ;)
Enjoy.

domingo, 3 de março de 2013

Tarte de chocolate e avelãs :: Chocolate and hazelnut pie

É verdade, cedi à tentação do chocolate. Andava com uma vontade de comer uma tarte de chocolate, com uma base crocante e um recheio suave, brando e com um sabor inigualável a chocolate. E se bem me apeteceu melhor a fiz :D
Nunca tinha feito uma, mas há sempre uma primeira vez! Juntando uns pormenores de uma e outra receita, consegui o resultado que pretendia... Rápida a preparar e a desaparecer :))
A repetir, com certeza.

Ingredientes (4/5 porções):
- Massa:
50g de manteiga sem sal
2 colheres de sopa de água
2 colheres de sopa de açúcar
1 pitada de sal
125g farinha de trigo, sem fermento
(Adaptado de aqui)
- Recheio:
2 colheres de sopa de água
2 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de leite
100g de chocolate preto
40g de chocolate de leite

Avelãs tostadas a gosto.

A massa prepara-se num ápice. Leve ao lume num tacho todos os ingredientes excepto a farinha até que derretam. Tire do lume e deixe que arrefeça ligeiramente. Adicione toda a farinha e envolva até a massa despegar do tacho. Coloque sobre um pedaço de papel vegetal que chegue para cobrir a forma onde irá cozer. Estenda com um rolo, coloque na forma (com o papel vegetal) e pique o fundo. Leve ao forno pré aquecido a 200ºC por 10min ou até estar dourada.
Entretanto prepare o recheio. Coloque a água e o açúcar num tacho e leve ao lume a derreter. Quando a consistência se assemelhar a mel, junte o leite com cuidado e dissolva. Junte o chocolate em pedaços e deixe derreter com cuidado para não agarrar ou queimar.
Retire a massa do forno e coloque no prato de servir. Torre as avelãs inteiras e esfregue-as num pano para remover a casca (se tiverem :)). Coloque o chocolate na massa e espalhe sobre ele as avelãs, depois de picadas grosseiramente com uma faca e delicie-se!!
That's true, I yielded to the temptation of chocolate. I had a desire to eat chocolate pie with a crunchy base and a filling soft and with the unique flavor of chocolate. So I lay hands on it : D
Never had done one before, but there's always a first time! Joining a few details of two or three recipes, I got the result I wanted ... Quick to prepare and to disappear :))
To repeat, for sure.

Ingredients (4/5 portions):
- Base:
50g of unsalted butter
2 tablespoons of water
2 tablespoons of sugar
1 pinch of salt
125g plain flour, unleavened
(Adapted from here)

- Filling:
2 tablespoons of water
2 tablespoons of sugar
3 tablespoons of milk
100g dark chocolate
40g of milk chocolate

Toasted hazelnuts to taste.

The dough is prepared in a jiffy. Bring to boil in a saucepan all ingredients except the flour until melted. Remove from heat and let cool slightly. Add all the flour and involve until the dough detaches from the pan. Place on a piece of parchment paper, enough to cover the form where it will bake. Roll it out, put it in a form (with the  parchment paper) and sting the bottom with a fork. Bake in preheated oven at 200º C for 10 minutes or until golden.
Meanwhile prepare the filling. Put the water and sugar in a saucepan and bring to boil to melt. When the consistency resemble honey, carefully add the milk and dissolve. Add the chocolate into pieces and let it melt, be careful not to catch or burn.
Remove the dough from the oven and place on serving plate. Roast whole hazelnuts and rub them with a cloth to remove the peel (if any :)). Place the chocolate in the dough and spread the hazelnuts over it after coarsely chopped with a knife and delight yourself!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Alegoria de bolo-rei :: Allegory of a cake


Cada dia tem o seu sabor! Umas vezes mais doce outras mais acre... Os dias também têm texturas! Podem ser fofos como algodão ou ásperos como lixa, ou algo de intermédio... Podemos encontrar "brindes" ou pode "sair-nos a fava"! A forma como reagimos quando os nossos sentidos são solicitados é a chave.
Cada dia tem algo a ensinar e só podemos ficar mais "cultos" se conseguirmos aprender.

Talvez um dia consiga sorrir à fava por não ter partido um dente ou sentir cócegas quando tocar na lixa :)


Each day has its flavor! Sometimes sweeter, other acre... Days also have textures! They may be soft as cotton or rough like sandpaper, or something intermediate... We can find "gifts" or "broad beans"! The way we react when our senses are asked is the key.
Each day has something to teach and we can only get more "cultured" if we can learn.

Perhaps one day I be able to smile to the "broad bean", for not broke a tooth or feel tickles when I touch the sandpaper! :)

For better understanding the allegory...

domingo, 17 de fevereiro de 2013

2013


Feliz Ano Novo, bom Carnaval e feliz dia de S. Valentim :P
Este é o resumo da minha ausência... parece que foi há pouco tempo, mas já lá vão 2 meses que não vos escrevo!...
Trabalho e mais trabalho, projectos "no forno" e uma quantidade de receitas que quero partilhar convosco!
Por agora fica a intenção e a vontade, a grande vontade, de vos deixar uns pedacinhos de mim :)
Boa semana e até breve.


Happy New Year, good Carnivaland happy Valentine day  : P
This is the summary of my absence... looks like it was yesterday, but 2 months have passed since the last post!...
Work and more work, projects "in the oven" and a number of recipes I want to share with you!
For now there is the will, the strong desire, of leaving you  little pieces of me :)
Have a good week. See you soon.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Coroa de Natal :: Christmas wreath

Mesmo longe de casa, e talvez por isso, deixo-vos uma imagem da Coroa de Natal na porta de Casa.
É bom sair, mas é bom ter onde voltar.
Contagem decrescente... ;)

Even away from home, and maybe that's why I leave you a picture of the Christmas Wreath on the door of Home.
It's good to get out, but it's good to have where to go back.
Counting down... ;)

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Coroa de Advento :: Advent Wreath


Dia 1 de Dezembro é dia de decorar a casa e vesti-la para o Natal :) Contudo este ano não foi possível, e só  vos pude trazer a minha sugestão de decoração hoje :s
O ano passado passei por acaso por um blog, que tenho tentado encontrar incessantemente, mas sem êxito, onde a autora falava da Coroa de Advento. Fiquei maravilhada com o conceito e com o significado e por isso fiz uma à minha maneira. Bem simples, como é meu hábito e lema.
Se fizerem uma pesquisa pela Internet facilmente conseguem encontrar várias descrições acerca do simbolismo desta coroa, da sua forma e das cores que a compõem. Descrevo-la de uma forma sucinta.
Segundo uns “simboliza a alegria da espera do Senhor que está para vir, o Advento de Jesus, segundo outros “a preparação das pessoas para receber o Natal”. A coroa tem a uma forma circular, é composta por ramos verdes, geralmente envolvidos por uma fita vermelha, e por quatro velas. A sua forma circular simboliza a “aliança de Deus com a humanidade” e “o tempo que não tem início nem fim”. O verde dos ramos representa a esperança e o vermelho da fita a vida e o amor. As quatro velas, uma por cada Domingo que antecede ao dia 25 de Dezembro. Segundo alguns textos, a sequência segundo a qual se acendem as velas (uma a cada Domingo) deve seguir o sentido dos ponteiros do relógio, começando pela vela das “12h”.
Para mim, a Coroa de Advento ajuda-me a preparar para o Natal, na medida em que me relembra a cada dia por Quem esperamos e ao ver as velas acesas é inevitável sentir o seu calor dentro do peito.
Usei uma fruteira de cristal como recipiente, uns raminhos de pinheiro (que entrelacei), uma fita de organza vermelha e velas brancas com um perfume muito, muito suave. Como podem verificar as velas são as mesma que usei o ano passado, não sou apologista de estragar seja o que for, por isso foram reutilizadas ;)
Espero que tenham gostado da sugestão! :D

1st of December is a day to dress the house for Christmas :) However this year was not possible, and I could only bring my suggestion decoration today :s
Last year passing by a blog, which I have tried to find unceasingly, but without success, where the author talked about the Advent Wreath. I was marveled with the concept and the meaning and so I made one really to my way. Pretty simple, as is my habit and motto.
If you search on the Internet you can easily find various descriptions about the symbolism of this wreath, its shape and colors. I describe it in a succinct way.
According to some it symbolizes the joy of the Lord that is expected to come, the Advent of Jesus,  to others means people' preparation to receive Christmas. The wreath has a circular shape, composed by green shoots, usually surrounded by a red ribbon and four candles. Its circular shape symbolizes God's covenant with humanity and the time which has no beginning and no end. The green branches represents hope and the red ribbon, life and love. The four candles, one for each Sunday leading up to the 25th of December. According to some texts, the sequence by which light up the candles (one every Sunday) should follow the clockwise direction, starting with the candle of the "12h".
For me, the Advent Wreath helps me to prepare for Christmas, as it reminds me every day from Whom we hope to see and through the lighted candles is inevitable to feel their warmth inside the chest.
I used a crystal fruit bowl as a container, some pine sprigs (which I intertwined), an organza ribbon  red and white candles with very, very smooth scent. As you can see, the candles are the same that I used last year, I am not apologist to spoil whatever it is, that's why they were reused ;)
I hope you liked the suggestion! :D

P.S. - Quero prestar uma homenagem sentida ao querido I. C. que nos deixou cedo de mais. Obrigada por tudo quanto nos deste. Descansa em paz. Decerto, estarás junto do Pai a olhar por nós.

domingo, 25 de novembro de 2012

30 dias para o Natal :: 30 days to Christmas

Fonte: Wikipedia

É verdade! Já falta um mês para o Natal!
Não sei como o vivem, mas para mim é sempre uma altura mágica. Apesar de a magia mudar com os anos (já não é a mesma de quando era criança) é sempre uma época em que sinto mais o calor humano e em que o meu coração se enche de esperança sem motivo aparente. Eu sei o que realmente me aquece o peito, mas  esta manifestação involuntária, que nem sempre sinto durante o resto do ano, cresce exponencialmente no Natal e faz-me sentir tão bem...
Em breve partilharei uma sugestão de decoração (e não só) para a época festiva que se aproxima. Fiquem atentos ;)
Boa semana.


It's true! In one month it will be Christmas Day!
I don't know how you live it, but for me it is always a magical time. Despite the magic change over the years (is no longer the same as when I was a child) is always a time when I feel more warmth and my heart fills with hope for no apparent reason. I know what really warms my heart, but this unintended manifestation, not always felt during the rest of the year, grows exponentially at Christmas and makes me feel so good...
Soon I will share a hint of decoration (and beyond) to the festive season approaching. Stay alert ;)
Have a good week.

sábado, 24 de novembro de 2012

Castanhas cozidas com geleia de marmelo :: Boiled chestnuts with quince jelly

Sugestão de uma sobremesa rápida e tão saborosa, que não podia ser mais simples. Os dois ingredientes principais: castanhas e marmelo, dois típicos frutos outonais.

Ingredientes:
Castanhas
Água
1 pitada de sal
Geleia de marmelo

Coza as castanhas em água fervente com uma pitada de sal. Pode usar castanhas congeladas já descascadas, directamente do congelador para o tacho, ou pode comprar as castanhas e preparará-las para cozer, removendo a pelo castanha escura e brilhante. Neste último caso, depois de cozidas, deve remover a pele mais interna das castanhas.
Sirva as castanhas com um frasco de geleia de marmelo ao lado e deixe que se sirvam a gosto.
É impressionante como os sabores ligam tão bem!
Uma sobremesa que se prepara rapidamente e que, mais uma vez, sabe a Outono!
Bom proveito ;)


This is a suggestion of a quick and so tasty dessert , and it could not be any simpler. The two main ingredients: chestnuts and quince, two typical autumnal fruits.

Ingredients:
Chestnuts
Water
1 pinch of salt
Quince jelly

Boil the chestnuts in the water with a pinch of salt. You can use peeled frozen chestnuts, directly from the freezer to the pan, or you can buy the chestnuts and prepare them for cooking, removing the dark brown and shiny skin. In the latter case, after being cooked, remove the inner skin of the chestnuts.
Serve them with a bottle of quince jelly by the side and let the people serve to taste.
It's amazing how the flavors bind so well!
A dessert that is prepared quickly and, once again, with taste like Autumn!
Enjoy it ;)

domingo, 18 de novembro de 2012

Pudim de abóbora :: Pumpkin pudding



Esta receita diz "almoço de Domingo" e "Outono"! Sem dúvida :)
Ingredientes:
Como já tinha caramelo feito, "barrei" a forma com o mesmo e reservei. Na receita da Moira encontram uma forma de o preparar ou podem comprar feito em qualquer superfície comercial.


A receita não é minha, encontrei-a na Tertúlia de Sabores, um dos blogues que costumo acompanhar e garanto-vos que é de comer e chorar por mais ;)
Deixo-vos o meu procedimento de preparação, mas podem sempre consultar o original.

1/2 copo (usei 140g) de abóbora cozida
1/2 copo de ovos (usei 3 pequenos)
1/2 copo de leite
1/2 copo de açúcar
1 pitada de sal
caramelo q.b.

Entretanto, colocar um tacho, onde caiba a forma do pudim, ao lume com água (a quantidade depende do tamanho do tacho e da forma, mas deve permitir cozer o pudim, por isso não pode ficar só na base, nem passar demasiado acima do nível do pudim na forma).
Cozer a abóbora com uma pitada de sal. Deixar escorrer num coador de rede, pressionando com um garfo para que perca o excesso de água.
Colocar a abóbora no liquidificador juntamente com o açúcar e deixar misturar bem. Juntar os ovos e o leite e voltar a misturar.
Verter a mistura para a forma e colocá-la dentro do tacho com água. Assim que a água comece a borbular, baixar o lume e deixar cozinhar em banho maria. Na receita original, recomendam-se cerca de 50 minutos para a cozedura, no meu caso, apesar de ser um pudim pequeno, levou cerca de 1h30. Recomendo a utilização de uma forma com tampa, e claro, a sua colocação desde o início, desta forma, além de reduzirem o tempo de cozedura, evitam que a água no seu borbulhar entre para a forma e estrague o pudim. O pudim estará pronto quando, ao espetar um palito, este saia praticamente limpo, e explico o "praticamente": na mistura resultante da junção de todos os ingredientes, a abóbora, por ter uma densidade menor e por isso tem tendência a concentrar-se acima dos restantes ingredientes. Isso faz com que a textura da zona do pudim em que a abóbora se acumula seja ligeiramente diferente da restante e por isso, quando se espeta o palito algumas fibras da abóbora podes agarrar-se ao mesmo e fazer parecer que não está pronto. O segredo está na consistência da parte inferior, e por isso, quando espetar o palito e sentir a resistência da parte interior associada ao palito praticamente limpo, implica que o pudim esteja pronto ;)
Outra questão importante é o arrefecimento antes de desenformar! Não queremos que o pudim rache ou perca a forma, por isso, deixe arrefecer bem antes  de desenformar. Para acelerar o processo pode colocar a forma dentro de uma taça com água fria.
Desenforme sobre um prato com rebordo para que possa conter o caramelo. Se achar necessário coloque caramelo líquido sobre o pudim antes de servir.
Deliciem-se :D


This recipe says "Sunday lunch" and "Autumn"! No doubt :)
The recipe is not mine, I found it in Tertúlia de Sabores, one of the blogs that I usually follow and I assure you that is "to die for" ;)
I leave you my preparation procedure, but you can always consult the original.

Ingredients:
1/2 cup (I used 140g) of cooked pumpkin
1/2 cup eggs (I used 3 small)
1/2 cup milk
1/2 cup sugar
1 pinch of salt
Caramel q.s.

As I had done caramel, I started by smearing the pudding form. In Moira's recipe you will find a way to prepare it or you can simply buy it in any shop.
Meanwhile, put a pan, where the pudding form fits, with water to boil (the amount depends on the sizes of the pan and of the form, but should allow the pudding to bake, so it can not be only at the bottom, nor overtake the pudding level).
Cook the pumpkin with a pinch of salt. Drain it with a strainer, pressing with a fork to lose excess  of water.
Place the pumpkin in a blender along with the sugar and mix well. Add the eggs and the milk and blend again.
Put the mixture into the form and place it into the pan with water. Once the water starts to boil, lower the heat and cook in a bain marie. In the original recipe, 50 minutes are recommended to cook, in my case, despite being a small pudding, it took about 1h30. I recommend the use of a form with a lid, placing it from the beginning, besides reducing the cooking time, it prevents bubbling water to enter the form and to spoil the pudding. The pudding is ready when, sticking a toothpick comes out practically clean and I will explain the "practically": in the mixture resulting from addition of all ingredients, pumpkin have a lower density and therefore  it tends to concentrate above the remaining ingredients. This causes that, the texture of the zone in which pumpkin accumulates to be slightly different from the rest, and therefore, when the toothpick sticks, some pumpkin fibers can cling to it and make it look like it's not ready. The secret is in the consistency of the bottom, and therefore when you stick the toothpick into the pudding and you feel and resistance of the inner part associated with a practically clean stick implies that the pudding is ready ;)
Another important issue is the cooling before unmolding! We do not want the pudding to crack or lose the shape, so let it cool well before unmolding. To accelerate the process you can put the form in a bowl with cold water.
Turn out over a plate with high border so it can contain the caramel. If you find it necessary, put caramel liquid over the pudding before serving.
Delight yourself :D

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Red in Blue

Quando o dia está cinzento, nada melhor que recordar os que foram de Sol...

When the day is gray, nothing better than remind those where the sun shined...

domingo, 11 de novembro de 2012

Dia de Todos-os-Santos :: All Saints' Day

Uma das coisas que me dá mais prazer é estar em contacto com a Natureza, principalmente, passear pela serra. Talvez por ter nascido aos pés de uma! A "minha" Serra da Estrela! (veja http://pt.wikipedia.org/wiki/Serra_da_Estrela)
Enche-me o espírito respirar o ar puro, ver de perto as cores e sentir os cheiros tão característicos de cada local! Até os sons são característicos... os sons dos chocalhos dos rebanhos ao longe é a banda sonora perfeita para um pôr-do-sol no cimo da montanha!
Qualquer estação do ano é boa para sair de casa e ganhar ânimo num destes passeios. A actual, o Outono, é perfeita para aquecer o peito só de olhar para as cores das árvores, desde o verde que algumas insistem em manter, ao amarelo que nos enche de alegria, fazendo lembrar o Sol, ao laranja e vermelho que nos fazem lembrar as labaredas na lareira da casa dos avós, aquecendo-nos o rosto e o coração! Depois há as que, sem pudor, ostentam todas as cores, parecendo vestidas de festa...
Pois este dia de Todos-os-Santos, sair da cama cedo, agasalhar-me bem (que estava frio!) e passear pela Serra da Estrela foi a melhor recompensa!
Nesta altura do ano, além de regalar os olhos com a cores das árvores, sentir o vento bater na face e ouvi-lo passar entre as ramagens das árvores, permite-nos encontrar os frutos da floresta como as castanhas e os cogumelos. Mas atenção, nunca é demais salientar, não apanhem aqueles que não conhecem ou que podem ser facilmente confundidos. Infelizmente, todos os anos existem casos de intoxicação e nem o alho ou a colher de prata são garantia de poderem ser ingeridos. Muitas vezes os sinais de intoxicação (má disposição, vómitos,...) ocorrem quando o fígado já está destruído e a única coisa que poderia salvá-lo seria um transplante hepático... Por isso pensem duas vezes! No meu caso, os cogumelos serviram apenas para dar cor ao passeio :) é incrível a variedade que conseguimos encontrar num curto trajecto!
Deixo-vos algumas fotos para vos mostrar o quão bonita é a "minha" serra. E se forem passear para esta ou outra serra, não se esqueçam de respeitar sempre a Natureza, colocando o lixo nos locais apropriados, ou quando estes não aparecerem, levem um saquinho convosco e depositem-no mais tarde em casa, para além de mostrar civismo e educação, pode evitar incêndios ou o ferimento, ou mesmo morte, de alguns animais. Já agora, deixem informação com alguém, acerca do local que pretendem visitar e nunca passeiem sozinhos, é fácil cair ou mesmo ficar perdido, principalmente se não conhecermos o local. É sempre melhor prevenir que remediar ;)

A thing that I really love to do is feeling the Nature, mainly walking in the mountain. Maybe because I was born at the base of one! "Mine" Serra da Estrela! Serra da Estrela (mountain of the star) is the highest mountain in continental Portugal, with 1,991 m (6,539 ft) above the mean sea level (see http://en.wikipedia.org/wiki/Serra_da_Estrela)
My spirit is filled by just breathing the fresh air, see the colors up close and feel the smells so characteristic of each place! Even the sounds are characteristic ... the sounds of cowbells in the distance are the perfect soundtrack for a sunset at the montain top!
Any season is good to leave home and fill the heart in one of these rides. The current, the Fall, is perfect to warm you chest just by looking at the colors of trees, from the green that some insist on keeping, or yellow that fills us with joy, reminding us the Sun, to the orange and red reminding us the flames in the fireplace of our grandparents' house, heating our face and heart! Then, there are those that shamelessly flaunt all colors, looking dressed up festive ...
On this All-Saints' day, get out of bed early, wrap me well (it was cold!) and walking at the Serra da Estrela was the best reward!
This time of year, besides indulging our eyes with the colors of the trees, feel the wind hitting our face and hear him pass between the branches of trees, allows us to find the forest fruits such as chestnuts and mushrooms. But beware, it never too much to alert, do not catch those that you do not know or that can easily be confused. Unfortunately, every year, there are cases of poisoning and no garlic or silver spoon are assurance that they can be eated. Often the signs of intoxication (feeling sick, vomiting, ...) occur when the liver is already destroyed and the only thing that could save it would be a liver transplant ... So think twice! In my case, the mushrooms only served to give color to the ride :) it's amazing the variety we can find on a short route!
I leave you some pictures to show how beautiful it is "my" mountain. And if you think of walking in this or other mountains, do not forget to always respect Nature, by putting trash in the appropriate places, or when they don't appear to exist, bring a bag with you and take the garbage home, beyond showing civility and education, the trash can provoque fire or injury, or even death, of some animals. Always leave information with someone, about the place you want to visit and never walk alone, it is easy to fall or to get lost, especially if you do not know the place. Prevention is better than cure ;)

 Amanita muscaria
- Venenoso :: Poisonous -
 Amanita muscaria
- Venenoso :: Poisonous -
 Amanita muscaria
- Venenoso :: Poisonous -
 Amanita muscaria
- Venenoso :: Poisonous -
  Amanita muscaria
- Venenoso :: Poisonous -
  Amanita muscaria
- Venenoso :: Poisonous -
 Amanita muscaria
- Venenoso :: Poisonous -
Calocybe gambosa
- Comestível :: Edible -
Cortinarius (?)
- Venenoso MORTAL (?) :: Poisonous MORTAL -

Cortinarius (?)
- Venenoso MORTAL (?) :: Poisonous MORTAL (?)-
Lactarius (?)
- Não comestível (?) :: Non edible (?) -
Ramaria botrytis
- Considerado comestível por alguns :: Considered edible by some -

NOTA: A designação das espécies de cogumelos deve ser considerada apenas como indicativa, visto que, a identificação pode não ter sido adequada ou a fonte acerca da toxicidade não estar correcta.
--
NOTE: The name of the species of mushrooms should be considered only as indicative, since the identification may be inadequate or the source on their toxicity incorrect.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Arroz de cogumelos e peito de frango :: Mushroom rice with chicken breast

Um prato muito outonal, muito apreciado cá por casa e tão simples de preparar :D


Ingredientes:

1 embalagem de cogumelos brancos frescos (340g)
1 embalagem de cogumelos pleurotus frescos (250g)
1 cebola média
3 dentes de alho
1+1/2 medidas de arroz
3+1/2 medidas de água a ferver
1 peito de frango
Azeite
Sal e pimenta q.b.

Há quem utilize os cogumelos directamente da embalagem para o tacho, mas eu prefiro sempre remover a capa do "chapéu", puxando uma pequena película desde a zona das lâminas até ao topo, raspar-lhes as hastes e cortar-lhes os pés (só uma pequena lâmina, por já estar seca). Comece por picar a cebola e os dentes de alho, acrescente um fio de azeite e deixe refogar ligeiramente. Corte o peito de frango em cubos e junte ao refogado, deixando abafado por uns minutos. Passe os cogumelos por água e junte aos restantes ingredientes, acrescentando de seguida a água quente. Deixe a água ferver e junte o arroz e os temperos a gosto. Deixe cozer em lume-brando durante cerca de 20 min.

NOTAS:
É um arroz malandrinho, ou seja, que fica caldoso, por isso é natural que necessite rectificar a quantidade de água e, consequentemente, de temperos.
- Há quem prefira confeccionar este prato com carne de porco, nomeadamente, entrecosto. Por aqui preferimos as carnes brancas, mais saudáveis ;) É também por isso que o azeite é usado com conta, peso e medida (porque apesar de ser uma gordura "boa", é uma gordura :) ).


An autumnal dish much appreciated here at home and so simple to prepare: D


Ingredients:
1 pack of fresh white mushrooms (340g)
1 pack of fresh Pleurotus mushrooms (250g)
1 medium onion
3 garlic cloves 
1 +1/2 rice cups
3 +1/2 cups of boiling water
1 chicken breast
Olive oil
Salt and pepper q.s.

Some people use mushrooms directly from the packaging to the pan, but I always prefer to remove the cover of the "hat", by pulling a short film from the blades zone to the top, scraping their stems and cut their feet (a small blade, just because, it is already dry). Start by chopping the onion and the garlic cloves, add a little olive oil and cook slightly. Cut the chicken breast into cubes and add to the stew, leaving smothered ofor a couple of minutes. Wash the mushrooms and add them to the remaining ingredients, adding hot water. Let the water boil and add the rice, seasoning as you like. Let it cook on low-heat for about 20 min.

NOTES:
- It's a juicy rice, so it's natural that it requires correction on the amount of water and, hence, seasoning.
- Some people prefer to cook this dish with pork meat, namely spare ribs. Here at home we prefer white meat, is healthier ;) It's also the reason why olive oil is used carefully (because, despite being a "good" fat, it's a fat :) ).

domingo, 28 de outubro de 2012

Autumn colors...

São dias de Outono aqueles em que o Sol aquece a cara e a brisa a refresca, os aromas que povoam o ar são de orvalho matutino, vinho nos lagares e fogo nas lareiras. As cores são quentes e enchem a alma, há romãs nas árvores e abóboras nas hortas. Sabe bem o leite quente e o pão a sair do forno... Sabe tão bem o Outono!

Autumn days are those where the sun warms your face and the breeze freshens, the scents that fill the air are the morning dew, new wine in wine presses and fire at the fireplaces. The colors are warm and they fill the soul, there pomegranates are in the trees and pumpkins in the fields. It feels good the hot milk and bread just come out of the oven ... It feels so good the Autumn!

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Boleima de maçã :: "Coarser" apple cake



Englobada na temática da Canela não quero deixar de partilhar convosco uma receita muito apreciada cá por casa, boleima de maçã. A boleima de maçã é um doce típico do Alto Alentejo, mas que antes de encontrar esta receita maravilhosa, na Cozinha sem avental, era apenas o nome de um doce do qual já tinha ouvido falar. Nunca tinha experimentado, mas a verdade é que foi um sucesso desde a primeira vez que a fiz, e já não passamos sem ela :)
"A boleima é um doce tradicional da Páscoa em Portugal, sobretudo do Alto Alentejo. As boleimas surgiram a partir do bolo de massa, que não é nada mais que o pão ázimo que os Judeus comem durante a Páscoa - em memória da fuga de Israel. Feito à base de água, farinha, azeite, sal e sem fermento... Aos ingredientes básicos do bolo de massa começaram a juntar-se outros como o açúcar, canela, doce de maçã, nozes...
Existem muitas variantes de boleima, sendo a de maçã característica de Castelo de Vide.", daqui.

Receita:
3 copos de farinha sem fermento (é necessária mais farinha, mas comecem por trabalhar com esta)
1/2 copo de açúcar
1 copo de leite
3/4 de copo de óleo
3 maçãs, cortadas em quartos e laminadas
Açúcar e canela a gosto
Misture os ingredientes secos,  numa taça e faça um buraco no centro. Coloque o leite e o óleo (usei óleo de amendoim) no interior do buraco e vá misturando com uma colher até ficar uma massa homogénea. Costumo usar uma de plástico, da qual se desagarra facilmente a massa. É inevitável, vai ter de meter a mão na massa! É esta a altura :D Amasse com a mão e vá juntando farinha até que a massa se despegue da mão. Atenção, porque a massa é pegajosa e irá sempre ser bastante húmida, não acrescente demasiada farinha!
Corte dois pedaços de papel vegetal (= papel manteiga) e divida a massa em duas partes aproximadamente iguais, normalmente deixo uma ligeiramente maior. Coloque a massa sobre o papel vegetal e espalme com a mão com a altura que desejar, preferencialmente, fina. Corte as maçãs em quartos, descasque-as, descaroce-as e corte-as em lâminas finas. Coloque o papel vegetal com massa inferior (esta é que deixo ligeiramente maior, para depois fechar bem com a massa superior!) no tabuleiro onde irá ao forno. Polvilhe com açúcar e canela, coloque as lâminas de maçã (normalmente, faço filas em que sobreponho ligeiramente as lâminas) e polvilhe novamente com açúcar e canela. Vire a massa do segundo papel vegetal sobre as maçãs e remova o papel vegetal com cuidado. Feche as pontas da massa inferior com as da massa superior apertando-as entre os dedos. Volte a polvilhar com açúcar e canela e corte, com uma faca afiada, losangos na massa antes de ir ao forno. Leve a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC (depende do forno!), a meia-altura, até ficar dourada, cerca de (20min).

NOTA: O copo que utilizo é uma medida métrica! Podem sempre fazer as conversões de copos para gramas ou mililitros aqui ou aqui, por exemplo.


Espero que gostem! ;)
Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, não hesite! Fico à espera :)

Enclosed in the Cinnamon theme I must share with you a recipe very appreciated here at home, Boleima de maçã, an “coarser” apple cake. The Boleima de maçã is a typical sweet from Alentejo, a region in Portugal, but before I find this wonderful recipe, at Cozinha sem avental, it was just the name of a sweet which I had already heard about. I had never tried it, but the truth is that it was a success from the very first time I did it, and nobody passes without it anymore :)
"The boleima is a traditional Easter sweet in Portugal, especially in Alentejo. Boleimas arose from the cake made from the unleavened bread dough that Jews used to eat during Easter - in memory of escaping from Israel, prepared with water, flour, olive oil, salt and with no yeast ... To the basic ingredients other ingredients were joined, like sugar, cinnamon, applesauce, walnuts ... There are many variants of boleima, and the one with apple is characteristic from Castelo de Vide. " from here.

Recipe:
3 cups plain flour (this quantity is not enough, but you can start working with this amount)
1/2 cup sugar
1 cup milk
3/4 cup oil
3 apples, cut into quarters and laminated
Sugar and cinnamon as you like
Mix dry ingredients in a bowl and make a hole in the center. Place the milk and the oil (I used peanut oil) into the hole and go mixing with a spoon until smooth. I used a plastic spoon from which the mass is easily removed. Inevitably, you'll have to get your hands dirty! This is the time :D Knead by hand and go adding flour until dough detach from your hand. Attention, because the dough is sticky and will always be very wet, do not add too much flour!
Cut two pieces of vegetable parchment and divide the dough into two roughly equal parts, I usually leave one slightly bigger. Place one portion of dough on vegetable parchment and flatten with your hand to the height you want, preferably thin. Cut the apples into quarters, peel, gin them and cut them into thin slices. Place the vegetable parchment with the lower dough (this is the one that I leave slightly larger, to close tightly with the upper dough, latter on!) in the baking pan. Sprinkle with sugar and cinnamon, distribute the apple slices (I usually do queues with the slices, slightly overlaping them) and sprinkle again with sugar and cinnamon. Turn the dough out of the second vegetable parchment over the apples and remove the latter carefully. Close the ends of the dough with the lower dough squeezing them between your fingers. Re-sprinkle with sugar and cinnamon and cut the dough before baking with a sharp knife, in diamond shape. Bake in preheated oven at 180 º C (depending on the oven!) at mid-height, until golden, about (20 minutes).

NOTE: The cup that I use is a cup Metric! You can always do the conversions of cups to grams or milliliters here or here, for example.


Hope you enjoy! ;)
Any questions, suggestions or comments, please do not hesitate! I'm waiting :)

domingo, 10 de junho de 2012

A Canela :: The Cinnamon


Olá a todos! Finalmente arranjei um tempinho para escrever! :)
Hoje quero apresentar-vos a Canela, aquele pozinho ou pauzinho castanho que pomos em muitas receitas doces, mas isso não é tudo...
A utilização da canela é tão antiga que pode ser encontrada mencionada na Bíblia (por curiosidade no Êxodo: 30, 22-25; Provérbios: 7,17 ou mesmo no Cântico dos Cânticos: 4, 11-14), na altura usada essencialmente pelo seu aroma e não pelo seu sabor. No início do século XVI, 1518, os descobridores Portugueses chegaram a Ceilão (actual Sri Lanka) onde reestruturam a produção de canela, até então obtida de Caneleiras selvagens.
A canela é obtida da casca da caneleira, e é comummente utilizada moída ou em pau. A Canela de Ceilão (cinnamomun verum) é uma das espécies mais usadas na alimentação, mas não é a única. A Cássia (cinnamomun aromaticum), "canela chinesa", por ser originária da China, é um parente próximo da Canela de Ceilão, mas por ser mais barata, substitui por vezes a segunda. Estas duas espécies são facilmente distinguíveis, a Cassia apresenta uma casca mais espessa e de cor mais escura enquanto a Canela de Ceilão é mais fina e mais clara, aqui podem ver a diferença :)
A canela é uma fonte de manganês, fibra, ferro e cálcio o que a transformam num suplemento alimentar de grande valor. Esta apresenta, ainda, propriedades anti-bacterianas, anti-virais, anti-parasitárias e anticépticas; ajuda na redução dos níveis de açúcar no sangue, do colesterol total e dos triglicéridos; alivia os sintomas menstruais;  é digestiva (eficaz contra a indigestão, náuseas e vómitos, mal-estar estomacal e muito útil na eliminação de gases estomacais e intestinais). O seu consumo diminui a propensão para infecções urinárias por ser diurética, ajudando na secreção e eliminação de urina. Estudos desenvolvidos indicam, ainda, que o aroma da canela melhora a memória! :) A canela é também anticoagulante, e por isso não é recomendada a sua ingestão por grávidas!
Além de todas estas características, a canela tem um sabor quente, ligeiramente picante e doce ao mesmo tempo, e como tal é óptima para aromatizar doces e salgados, pães e licores.
Em termos nutricionais, 100g de canela fornecem: 247kcal (1034kJ); 1,2g de lípidos; 80,6g de hidratos de carbono (dos quais: 53,1g de fibra e 2,0g de açúcar) e 4,0g de proteínas.

Este texto foi produzido com base nas informações disponíveis essencialmente em:
http://en.wikipedia.org/wiki/Cinnamon
http://pt.wikipedia.org/wiki/Canela
http://www.sabores-da-india.net16.net/spices_pl_cinnamon_ceylan_history.html
http://www.beneficiosdacanela.com/
http://www.vaqueiro.pt/ajuda-na-cozinha/ingredientes/18#ing_zone
http://www.jeyjoo.com/gallery/img-cinnamon-and-cassia-721.htm


Hello everyone! Finally I found some time to write! :)
Today I want to present to you the Cinnamon, that brown powder or stick, that we put in a lot of sweet recipes, but that’s not all...
The use of cinnamon is so old that can be found mentioned in the Bible (as a curiosity, in Exodus 30, 22-25, Proverbs: 7,17 or even in the Song of Songs: 4, 11-14), in that time used essentially by its scent and not by its flavor. In the early sixteenth century, 1518, the Portuguese explorers arrived in Ceylon (now Sri Lanka), where they restructured the production of cinnamon, until then obtained from wild cinnamom trees.
The cinnamon is obtained from the bark of cinnamon trees and is commonly used ground or in stick. Ceylon' Cinnamon (cinnamomun verum) is a species commonly used in food, but is not the only one. The Cassia (cinnamomun aromaticum), "Chinese cinnamon", because it comes from China, is a close relative of the Ceylon’ Cinnamon, but cheaper and because of that sometimes replaces the last one. These two species are easily distinguishable, the cassia has a thicker bark and darker color, while the Ceylon’ Cinnamon is thinner and lighter, here you can see the difference :)
Cinnamon is a source of manganese, fiber, iron and calcium which makes it a food supplement of great value. It’s also anti-bacterial, anti-viral, anti-parasitic and antiseptic; aids in reducing blood sugar levels, total cholesterol and triglycerides; relieves menstrual symptoms; is digestive (effective against indigestion, nausea and vomiting, gastric discomfort and is very helpful in removing stomach and intestinal gas). Its use reduces the propensity for urinary tract infections because it is diuretic, helping in the secretion and elimination of urine. Studies carried out also show that the scent of cinnamon improves memory! :) Cinnamon is also an anticoagulant, and therefore its ingestion is not recommended by pregnant women!
Besides all these features, cinnamon has a hot flavor, slightly spicy and sweet at the same time, and as such is great to flavor sweet and savory plates, breads and liqueurs.
In terms of nutritional information, 100g of cinnamon provides: 247kcal (1034kJ), 1.2g fat, 80.6g of carbohydrates (of which: 53.1g of fiber and 2,0g of sugar) and 4.0g of protein.
This text was produced based on information available essentially on:

http://en.wikipedia.org/wiki/Cinnamon
http://pt.wikipedia.org/wiki/Canela
http://www.sabores-da-india.net16.net/spices_pl_cinnamon_ceylan_history.html
http://www.beneficiosdacanela.com/
http://www.vaqueiro.pt/ajuda-na-cozinha/ingredientes/18#ing_zone
http://www.jeyjoo.com/gallery/img-cinnamon-and-cassia-721.htm



sábado, 19 de maio de 2012

Bem-vindos :: Welcome


Olá meus queridos! Como alguns devem ter reparado o blogue está de carinha lavada :) Durante o tempo em que não houve publicações o lado direito do blogue foi crescendo, deixando a nu o meu crescente interesse em culinária. Como fiz questão de salientar na apresentação do blogue, cozinhar é algo que me descontrai. Isso aliado ao facto de tentar, sempre que possível, ter um estilo de vida saudável fez-me pesquisar acerca de nutrição. E é por aí que pretendo conduzir as minhas publicações, pelo menos para já :P
Espero cativar-vos com os assuntos que considero de maior interesse, essencialmente porque acho que toda a gente devia acumular conhecimento de forma a poder tomar as melhores decisões quando a nossa saúde está em causa. E toda a gente sabe que grande parte da nossa saúde passa pela boca…


Hello dears! As some have noticed the blog has a new face :) During the time when there were no publications, the right side of the blog was growing, leaving at bare my growing interest in cooking. Cooking is something that relaxes me and the fact that, whenever is possible, I try to adopt a healthy lifestyle, push me to nutrition concepts. That’s what I intend to have present in my future publications, at list for now :P
I hope to captivate you with the issues that I find most interesting, mainly because I think that everyone should accumulate knowledge so better decisions can be made when our heath is concerned. And everyone knows that much of our health passes through our mouth…

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

LOVE is all we need!

Porque já há muito que não vos escrevo!
Porque já tinha saudades!
Porque hoje foi mesmo :)
O dia de S. Valentim não é um dia muito diferente por aqui... todos os dias ouço e tenho a sorte de poder dizer "Amo-te!".
Porque acredito que é mesmo disso que precisamos todos os dias, tirar um tempinho ao stress, à rabugice, à chateação e dizer a quem está por perto "Amo-te!", à mãe, ao pai, ao irmão, à avó... Talvez assim seja mais fácil ouvir o eco!
Esta é para todos.



Beijinhos com saudades!
Obrigado por continuarem a passar (já esteve mais longe o regresso) ;)

quinta-feira, 4 de março de 2010

Como prometido... ;)

Como prometido, aqui ficam algumas das coisinhas que fui fazendo durante o tempo em que estive "ausente".
Espero que gostem.
Comentem ;)

Espero mostrar mais em breve.
** ;)

Marcador de livro Azul


Marcador para livros em fita de tecido com florinhas em tons de azul claro e castanho.

Rosas Negras

Brincos em forma de rosa, em metal, com gota de vidro preta no interior.

Brincos Indianos Pretos

Brindos com cone prateado trabalhado e pérolas pretas.

Estrelas de Natal

Brincos com cristais checos dourados e pendente em forma de floco de neve em tons de ouro velho.

Bandoletes com florinhas


Out
Out
Out

Bandoletes acrílicas em três tons (azul claro, rosa, amarelo) decorados com flores de feltro e acrílicas e pérola no tom da bandolete.

Colar de Madeira Beje e Castanho


Colar com contas em madeira, vidro e acrílicas de vários formatos.